Início de 2024 é marcado por investimentos do Governo de Sergipe no baixo São Francisco


O ano de 2024 tem sido marcado pelos investimentos do Governo do Estado no baixo São Francisco sergipano. A região tem tido um olhar especial da gestão estadual. Nesses primeiros dias do ano, a população pode presenciar a assinatura da ordem de serviço para a construção da ponte Neópolis/Penedo – obra do governo federal em que a articulação do governador sergipano Fábio Mitidieri teve papel fundamental para que fosse efetivada. O equipamento ligará os dois estados e vai beneficiar os moradores e favorecer a circulação de turistas e mercadorias na região, melhorando a qualidade de vida da população, além de levar desenvolvimento econômico para o local. A partir de um investimento de R$ 203 milhões, a estimativa é de que mais de 80 mil pessoas sejam beneficiadas.

Com mais de 1.080 metros de extensão, 21 metros de largura e previsão de duas faixas de rolamento com 3,75 metros cada, a ponte também deve incluir faixas de segurança laterais de 2,5 metros e passeios de 2,3 metros para cada lado. A via será formada por um vão central estaiado com 600 metros de extensão, com espaço livre de 300 metros, composto por dois mastros que suportarão dois planos de estais. O projeto foi elaborado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

E as obras estruturantes na região do baixo São Francisco não pararam por aí. No último dia 19, o governador também realizou a entrega de rodovias que, juntas, totalizaram mais de R$ 62 milhões em investimentos. As obras foram executadas por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura (Sedurbi) e do Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER/SE).

Um dos municípios beneficiados foi Japoatã, onde foi entregue a reestruturação de parte da rodovia SE-204, no trecho do entroncamento da SE-335, no Povoado Tatu. Com uma extensão de 16,48 quilômetros, a via recebeu um investimento de R$ 37.906.607,86. Já em Brejo Grande, o governador Fábio Mitidieri inaugurou a reestruturação de parte da rodovia SE-204, no trecho de Pacatuba, no entroncamento da SE-200 (Brejo Grande) e SE-200, no trecho do entroncamento da SE-204 em Brejo Grande. A extensão é de 25 quilômetros, a obra teve um investimento de R$ 20.321.203,10. No mesmo dia, no município de Ilha das Flores, o chefe do Executivo estadual também entregou a reestruturação de parte do pavimento da rodovia SE-200, no trecho do entroncamento da SE-204. Com extensão de 2,70 quilômetros, o investimento foi de R$ 4.295.970,85.

A atenção dada pela gestão estadual ao baixo São Francisco tem sido reconhecida pela população da região. O município de Santana do São Francisco foi o último a ser visitado pelo programa itinerante ‘Sergipe é aqui’, que levou serviços essenciais para a cidade. Para a trabalhadora rural Gilvanete dos Santos, de 57 anos, a ação demonstra o compromisso do governo com o interior do estado. Ela chamou atenção especialmente para os atendimentos de saúde levados ao município. “Nós esperamos que melhore ainda mais. O governador está de parabéns pelo trabalho que ele está fazendo. É uma maravilha!”, disse.

Assim como ela, o aposentado Cícero Cruz, 58, acredita que o Governo do Estado tem olhado com mais carinho para os municípios do baixo São Francisco, beneficiando a população com serviços e ações que normalmente não chegavam até a região. “Tem tempo que não tinha nada aqui, mas agora vêm acontecendo essas ações que ajudam muito a população”, considerou.

Educação

Outra área que tem recebido uma atenção especial da gestão estadual é a Educação. No baixo São Francisco, o Colégio Estadual Sagrada Família, no município de Neópolis, ganhou uma quadra poliesportiva coberta, com vestiários masculino e feminino, arquibancada e sistema de acessibilidade, fruto de um investimento de R$ 1.337.088,14. A construção foi entregue no dia 24 de janeiro, sendo a 32ª obra realizada pela atual gestão por meio da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (Seduc).

A obra da quadra também contou com a construção da mureta, instalação de alambrado, pavimentação em alta resistência, instalações elétricas de alta potencialidade, drenagem, pintura da escola, acessibilidade e fornecimento e instalação de todos os equipamentos esportivos.

Além de beneficiar a comunidade escolar, que há muito sonhava com a quadra, a obra também deve ser positiva para toda a região, por proporcionar mais um espaço destinado ao lazer e à saúde da população, por meio da prática de atividades esportivas e exercícios físicos.

Cultura e lazer

Retomado após mais de dez anos de suspensão, o Verão Sergipe tem levado cultura, lazer, saúde e esporte para as regiões litorâneas dos quatro cantos do estado, promovendo o desenvolvimento econômico e a geração de emprego e renda desses locais por meio do incentivo ao turismo interno. Nos dias 19, 20 e 21 de janeiro, o evento foi realizado na Ponta dos Mangues, no município de Pacatuba, no baixo São Francisco, proporcionando à população local shows musicais, competições esportivas e mais oportunidades de renda. A iniciativa tem sido elogiada por moradores de todas as cidades por onde tem passado, por reafirmar o compromisso do Governo do Estado com a interiorização das políticas governamentais.

No caso de Pacatuba, o setor que mais surpreendeu foi a hotelaria. Sede do Verão Sergipe pela primeira vez na história do evento, o município apresentou lotação de hotéis e pousadas, de forma que a própria população se mobilizou com o serviço de hospedagem informal. Desde o anúncio da Ponta dos Mangues como um dos locais que receberiam o evento, a procura por hospedagem foi intensa por visitantes que queriam aproveitar o Verão Sergipe ao máximo, o que possibilitou a geração de renda para muitas famílias de Pacatuba.

Assim como em outros eventos realizados pelo Estado, o Verão Sergipe conta com espaços destinados à comercialização dos artesanatos locais, por intermédio da Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Empreendedorismo (Seteem). Na Ponta dos Mangues, o artesanato feito com taboa foi um dos que mais encantaram os visitantes que foram curtir o evento. Além de proporcionar mais um espaço de geração de renda para os artesãos e pequenos empreendedores, a iniciativa também promove a valorização da cultura de cada um dos municípios visitados, permitindo que seus produtos cheguem a diversos lugares do estado e de todo o Brasil.

O Verão Sergipe também tem sido um espaço para a atuação de vendedores ambulantes e empreendedores do ramo de alimentação, que, além de comercializarem diretamente durante a festa, também são positivamente impactados pela chegada de turistas aos municípios, consequentemente impulsionando as vendas


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipe
Portal Sergipe
Portal Sergipe