Prefeito revoga decreto que suspendia serviços públicos em Canindé de São Francisco por 30 dias


O decreto emitido pelo prefeito Weldo Mariano (PT) para suspender as atividades não essenciais no município de Canindé de São Francisco, como tentativa de ajustar as contas públicas, foi revogado no fim da manhã desta quinta-feira (7) pelo gestor. A revogação foi confirmada pela assessoria de comunicação da prefeitura.

O recesso revogado era do dia 8 de dezembro até o dia 8 de janeiro e chamou a atenção do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE), que debate o assunto nesta quinta. O procurador-geral do Ministério Público de Contas do TCE, João Augusto Bandeira de Mello disse que nunca tinha visto medida similar.

Idas e vindas do prefeito
Em fevereiro deste ano, o prefeito Weldo Mariano foi sido afastado das funções por determinação judicial, após denúncias do Ministério Público sobre atos de improbidades administrativas supostamente praticadas pelo gestor nas áreas da educação, assistência social e saúde. Autorizado pela Justiça, ele retomou ao cargo em março.

No fim de junho, ele pediu afastamento de 180 dias por motivos pessoais, mas retornou após cerca de um mês e exonerou todos os servidores comissionados.

Em julho, um novo afastamento, dessa vez de 90 dias, foi determinado judicialmente, mas ele retornou no mês seguinte após recorrer da decisão.





Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipe
Portal Sergipe
Portal Sergipe