Sete homens morrem e dois são presos durante operação contra grupo criminoso liderado por presidiário em Cristinápolis


Sete homens morreram e dois foram presos durante operação deflagrada contra grupo criminoso liderado por um presidiário em Cristinápolis nesta quarta-feira (29). Ao todo, foram cumpridos 23 mandados de busca e apreensão, sendo um no Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto (Copemcan).

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o interno está preso por ter praticado latrocínio que vitimou um policial militar há cerca de seis anos na Zona Rural de Tomar do Geru.

Ele foi identificado como responsável pelo comando da organização envolvida na prática de homicídios, tráfico de drogas e assaltos, com origem na Barra dos Coqueiros e disputando domínio territorial com outro grupo do Conjunto Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro, comandado por um segundo suspeito.

Ainda de acordo com as investigações, o atrito tem gerado acirrada rivalidade entre os subgrupos criados dentro do crime, causando conflitos armados e violentos, inclusive no Sul do estado. Também existem fortes indícios de que um homicídio consumado e outros cinco tentados, ocorridos em Cristinápolis neste ano ano, tenham sido praticados em razão da disputa pelo controle de pontos de vendas de entorpecentes e do comando da facção do presidiário.


A operação foi comandada pelo delegado Josenildo Brito e contou com participação da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), da Polícia Civil, e de unidades especializadas da Polícia Militar, a exemplo do Batalhão de Polícia de Ações Táticas do Interior (Bpati) e da Companhia Independente de Operações Especiais (Cioe). Durante a ação, foi empregado um efetivo de cerca de 100 policiais.




Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipe
Portal Sergipe
Portal Sergipe