Filho de cortador de cana se forma médico e 'aposenta' o pai: 'Retribuição'


Depois de passar 35 anos da vida cortando cana para usina em Alagoas, João Vicente da Silva, 47, finalmente deixou o trabalho braçal este ano. Mas, não, ele não se aposentou: a vida da família mudou porque o filho Mauricio Bernardo da Silva, 23, se formou em medicina, arrumou empregos e tirou o pai da dura rotina dos chamados "boias-frias".

Maurício se formou no último dia 11 após seis anos de estudos na Ufal (Universidade Federal de Alagoas) de Arapiraca, no agreste alagoano. Ele e a família sempre viveram em uma casa humilde no bairro do Cruzeiro, no município de São Sebastião (126 km de Maceió).


Antes de se formar, ainda no final de julho, ele recebeu o diploma e se registrou no CFM (Conselho Federal de Medicina) para atuar profissionalmente.

Hoje, trabalha em uma UBS (Unidade Básica de Saúde) no município onde mora e dá plantões semanais nas cidades de Arapiraca e São Miguel dos Campos.

Retribuição aos pais

Ajudar os pais sempre foi o maior desejo de Maurício, que entende a missão como uma "retribuição" pelo apoio durante toda vida de estudo.




Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Portal Sergipe
Portal Sergipe
Portal Sergipe